doce amélie

já perdi a conta ao número de vezes que vi este filme. cada uma delas, como se de uma primeira vez se tratasse, faz nascer em mim mil margaridas que depressa se espalham pelo meu corpo. desta vez, o rei estava ao meu lado: “vale a pena ver a amélie todos os dias, só para te ver dançar depois do filme”.
Advertisements