saco

vou de saco novo para o fim-de-semana! tão simples de fazer, colocar o forro foi o que me deu um pouco mais de trabalho.

este tipo de sacos são os meus preferidos de usar. basicamente é só por tudo lá para dentro contando, claro, que depois é sempre mais complicado encontrar o que se quer! (e não é isso tão próprio das mulheres?). um banco de jardim inspira a fotografar tudo e mais alguma coisa. o meu saco e euzinha gostámos de lá estar.

2 anos

7 do 7 de 2007 – uma feliz junção do número ligado à mulher. foi nesse dia que me tornei vegetariana. as imagens acima demonstram a razão principal que me levou a deixar de comer também peixe (já não ingeria qualquer tipo de carne desde 2000!), sendo que os animais são, obviamente! merecedores da minha mais alta consideração.

como qualquer decisão tomada com o coração, tornou-me mais apaziguada com o universo. estou feliz por a ter tomado, espero que a natureza também!

fia

foram duas as vezes que fui à fia esta semana que passou (o que já é normal nos últimos anos). como não tinha trazido todo o material de que necessitava, voltei e aproveitei para explorar melhor o pavilhão internacional. sou só eu que de tantas coisas ver até me ficam a doer os olhos?!

estas são as compras mais significativas que fiz. comprei também alguns fat quarters e um charm pack. a revista é uma coincidência engraçada que encontrei nas bancas no dia seguinte a ter comprado as outras peças. adoro estas mensagens do universo!



os tecidos estão cortados, aguardando breve destino.

não sou uma pessoa consumista, não gosto até daquela sensação de ter coisas a mais, coisas que não preciso mas, confesso… se eu fosse rica, perdia-me nesta feira! ainda bem que só existe uma vez por ano!


quilt ou nem por isso

demorou cerca de um mês a fazer. demasiado simples, uns quadrados de 12 cm alternados e cosidos à mão. 72 quadrados ao todo. a minha ideia inicial era fazer um quilt de tamanho suficiente para cobrir as pernas quando se estivesse sentado no sofá, mas achei demasiado pequeno, então não coloquei nenhum enchimento e forrei apenas com um tecido liso, acinzentado. também não lhe pus nenhuma cercadura (quem disse que eu sabia qual a cercadura indicada?), simplesmente cosi à máquina, com ponto de ziguezague. et voilá!

gostei de o ver assim, na parede. com formas, volume próprio. resta arranjar forma de o segurar.