coloring


color, originally uploaded by alexa violeta.

Entretanto o hall tem uma cara nova. Gosto de ver o contraste entre o liso e o papel de parede das outras divisões. O candeeiro é muito bonito e faz-me, cada vez mais, ter a certeza que o antigo combina perfeitamente com o actual.

candeeiro, originally uploaded by alexa violeta.

Na minha cabeça vai ficando cada vez mais claro aquilo que quero fazer. As ideias surgem silenciosas, sem avisar, e provocam-me formigueiro nas mãos. Nem sempre o caminho é rápido mas é inquestionável o sabor doce que a espera nos provoca. Talvez seja este azul o culpado desta serenidade que começo a sentir…

Vota Planeta!

A WWF é uma organização independente que luta pela conservação da Natureza. Funcionando nos cinco continentes, actua em Portugal desde 1995. Actualmente está a promover a campanha “Vota Planeta”, tentando sensibilizar todos os cidadãos, particulares e empresas, governos e comunidades a abrirem os olhos à questão do aquecimento global. O objectivo é levar a Copenhaga, no próximo Dezembro, à Cimeira que vai reunir os líderes mundiais, o nosso voto pelo Planeta, mostrar-lhes que estamos todos de mão dada pela nossa Terra Mãe, unidos na preservação da mesma.

“Planeta Terra ou Aquecimento Global? É tempo de decidires de que lado estás! VOTA PLANETA!”

Apelo ao voto de todos! Cabe a todos nós a responsabilidade de cuidar da nossa casa!

Mais informações no site da WWF Portugal.

Para o vosso voto, por favor visitem: http://www.earthhour.org/

ser (supostamente) ou não (supostamente) ser

Ser adulto é estranho. Supostamente já sou adulta. Já há muito tempo deixei de ser criança e aproximo-me a passos largos da casa dos trinta. Mas olho para mim e olho depois há minha volta e não me encaixo. Qualquer coisa não bate certo… Sim, sou responsável. Sim, tenho valores e opinião própria. Sim, já vivi muitas experiências que me enriqueceram enquanto ser humano. Mas não me encaixo. Qualquer coisa não bate certo…
Não quero usar um “fato na cabeça”. Não, não, recuso-me. Essa não sou eu. O S. diz-me que é muito habitual: as pessoas colocam o seu fato e passado pouco tempo já são o fato, transformam-se no status que ele pressupõe, ganham como que uma identidade global. Ok, isto podia ser um argumento de um filme até bastante interesante (ou completamente idiota) mas, para mim, faz sentido.
E depois o fato já não ri. Que estranho. Ser adulto é usar fato e não sorrir? É achar que a vida é tão pesada e difícil que não deixa espaço para sonhos e loucuras?
Estou numa situação complicada. É que eu gosto de sorrir, entendem? Não quero por um ar arrogante quando vou na rua para que me levem mais a sério. Não quero usar “roupa adulta” nem saltos altos – não gosto, magoam-me os pés.
Quero continuar a usar meias engraçadas e cachecóis coloridos, pode ser?
As pessoas olham para mim e dão-me menos idade. Se durante muito tempo isso me deixava desconfortável, agora é das melhores coisas que me podem dizer. Afinal de contas, só sou adulta supostamente.

fora com o papel

fora com o papel, originally uploaded by alexa violeta.

Passei o fim-de-semana a arrancar papel de parede. Muito comum nas casas mais antigas, actualmente muitos designers utilizam-no de forma bastante inovadora nas suas criações. A nossa casa tem muitos padrões, em formato de papel e azulejos. Queremos manter alguns mas o excesso à entrada causava alguma saturação.

vestígios

fora com a alcatifa

O entusiasmo era tanto que o passo seguinte for arrancar a alcatifa. Fora com os ácaros, descobrimos um chão que, com um pouco de mimo, vai ficar bastante mais bonito. Estou ansiosa para ver o resultado final mas o processo que o antecede, as conversas, planos e gargalhadas são o que acaba por ficar na memória como o que vale realmente a pena!