tempo

Parece que este Verão estou pouco produtiva. Pelo calor e porque estou numa fase de introspecção (sempre necessária).

Às vezes a vida quebra-nos e, por mais que nos consigamos levantar, ficam marcas com as quais temos de aprender a lidar. Como se tivéssemos de as desinfectar, cuidadosamente, e pacientemente colocar um penso rápido para ajudar a sarar.

É sempre preciso tempo e tempo é um conceito ambíguo porque o sinto escorrer por entre os dedos, na mesma medida que sempre sinto que pertenço a outro tempo…

O processo de crescer pode ser doloroso e o que mais receio é perder a minha essência. Isso, sim, seria uma pena.

Advertisements

3 thoughts on “tempo

  1. Se achas que ao crescer perdes a tua essência, então não cresças por dentro, mantem esse teu mundo dentro de ti e deixa-o brotar para fora 😉 ***

  2. se a tua essencia acabar,vc também acaba!não tema ela é vc com 20,30,100 anos…a vida é interminável em essencia…

  3. Me indentifico com tudo que você falou, também ando a me sentir assim, numa fase de crescimento doloroso. Aqui no Brasil temos a expressão “ou vai ou racha” que define bem o meu momento, também tenho cuidado para não perder minha essência, mudar tanto a ponto de perder até as coisas que gosto em mim.Cuidemos com este aspecto, acho que de nada adianta mudar e virarmos outra pessoa, daí não seremos mais nós mesmas!!

Muito grata pelo comentário!

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s