Sophia de Mello Breyner Andresen

Evadir-me, esquecer-me


"Evadir-me, esquecer-me, regressar
À frescura das coisas vegetais,
Ao verde flutuante dos pinhais
Percorridos de seivas virginais
E ao grande vento límpido do mar."


Advertisements

One thought on “Sophia de Mello Breyner Andresen

  1. São mágicos os teus jardins. Adoro cada detalhe que tens conseguido captar através da tua objectiva. E estou numa fase que também quero perder-me, esquecer-me, refugiar-me, reencontra-me, mas por ora é difícil poder fazê-lo…***

Muito grata pelo comentário!

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s