Tasha Tudor

Quando penso na mulher que sou e como quero ser no futuro, vejo-me assim.

– criativa

– rodeada de animais, dentro e fora de casa

– costurando à lareira, rodeada de família

– vestida de vestidos e flores

– rodeada de livros, pois claro

– vivendo no campo

– apaziguada com a mulher que sempre fui e as minhas  conquistas pessoais. Com paz de espírito, sabendo que passei por esta vida de forma leve e serena.

Quando eu for uma senhora cheia de sabedoria, gostava de ser como esta senhora: Tasha Tudor, ilustradora americana de livros infantis. Não consegui evitar colocar estas fotos todas. Esta senhora parece saída de um contos de fadas!

Relax friday

Dos poucos programas que sigo na tv, este acho que merece que partilhe convosco. É um programa sobre dança, claro está, e passa na Fox Life, às sextas-feiras à noite. Chama-se “So you think you can dance”, formato copiado recentemente por uma tv portuguesa. Lá os coreógrafos são brutais e os bailarinos com sério talento. Deixo-vos duas coreografias que foram muito especiais para mim, por diferentes razões: a de cima mexe com um lugar muito íntimo de mim, a de baixo por ser tão divertida. Aproveitem o fim-de-semana!

 

o avental

Para aproveitar o resto de tecido de ontem, fiz este avental.Não sou propriamente fã de aventais, raramente me lembro de usar quando estou a cozinhar mas pensei… acabemos lá com a ideia de que o avental é sinónimo de mandar a mulher para a cozinha! Mas ainda estamos presas a estes preconceitos que nos limitam enquanto ser humano?! Para além de que o avental pode ser usado para tantas outras coisas, como jardinagem ou até para guardarmos os nossos apetrechos de costura, quando estamos em frente à máquina (a mim dá-me um jeitão porque estou sempre a perder a tesoura, a fita métrica e afins!).

E digam lá não fica giro ter assim umas cores giras por cima da nossa roupa?

Mais tarde este aveltalzinho, ainda sem nome, irá para a minha lojinha. Querem dar sugestões? Até vos digo mais: quem quiser ficar com ele, levará como oferta um miminho meu. Aproveitem, que hoje estou de mãos largas!

costura simples, simples costura

Uma bandeja rústica a precisar de uma cara nova. Pensei que seria uma boa oportunidade para aplicar a costura simples.

A fórmula é simples: tecido A com tecido B, unidos com o ponto zigue-zague de uma qualquer máquina de costura = cobertura floral, casual-chic, rústico com classe ou qualquer outra coisa que lhe queiram chamar. A costura simples parece não ter segredos: é simples e basta, simplesmente,  tentar.

arrumar as agulhas

Ah, pensavam que me ía reformar do tricot? Então, se ainda nem comecei a tocar na base desta arte…!

Não, arrumar as agulhas não se trata de desistir de aprender tricot mas sim de arranjar uma forma de as manter arrumadinhas.

Fiz-lhes uma capa toda janota, com chita de alcobaça e um tecido às bolinhas amarelo torrado. Ainda só tenho estas agulhas, a maior parte de tricot e já duas de crochet também mas conto, à medida que for comprando mais, ir cozendo mais compartimentos para elas.

Apesar de não passar ainda de uma aprendiz apaixonada (às vezes, um pouco desanimada pelo lento progresso de quem tenta aprender por si própria…), quando olho para o meu cesto de tricot, já me imagino uma tricotadeira de alto gabarito! Eheh

 

[5 things i´m loving right now]

:: o site de citações de Osho que me serve de inspiração sempre;

:: este vestido que espero vir-me parar às mãos em breve…;

:: este blog;

:: andar com o meu livro da iniciativa “Um livro por mês” para trás e para a frente e estar já a pensar no próximo que está ali à minha espera;

:: o sol quentinho que se fez sentir nos dois últimos dias. Vocês também o sentiram?

 

do fim-de-semana

Se o fim-de-semana é sinónimo de conforto e descanso, então não pode faltar comida. E, porque a comida aquece a alma e reconforta em dias monótonos, o bolo de chocolate deve ser, por si só, o rei dos confortos.

Mas digam-me lá se esta quiche também não vos transmite boas energias? Quiche de espinafres com requeijão. Por aqui somos fãs.

 

Adenda

Para as meninas que me pediram a receita desta quiche, aqui vai a receita:

 

Quiche de espinafres

– 1 embalagem de massa folhada;

– 1 cebola grande;

– 1 molho de espinafres;

– 1 requeijão;

– 2 dl de leite;

– 2 ovos;

– queijo ralado, tipo flamengo;

– sal e pimenta q.b;

– azeite q.b;

Distender a massa folhada com a ajuda de farinha e o rolo da massa. Untar uma tarteira (de preferível com fundo amovível, trust me) com manteiga e enfarinha-la. Forrar a tarteira com a massa e reservar.

Entretanto, refogar a cebola picada no azeite e acrescentar os espinafres, previamente arranjados, cortados e bem lavados. Saltea-los no azeite por uns minutos. Temperar com um pouco de sal e pimenta. De seguida, cortar o requeijão aos cubos e envolve-los no preparado, bem como o leite e os ovos já batidos. Desligar o lume e aquecer o forno a cerca de 150º C.

Adicionar o preparado da frigideira na tarteira. Polvilhar com o queijo ralado e levar ao forno por cerca de 20 minutos.

Bom apetite!