[do papel]

Gosto de papel. Das infinitas possibilidades que encerra. Dêem-me uma folha em branco e fico feliz.

Agora ando também virada para papel assim, vintage, com padrões e cores contrastantes. Tal como os tecidos, inspiram-me a fazer combinações. Desde pequena que adoro fazer colagens mas nunca me tinha aventurado no scrapbook. Acho que vai ser desta.

Advertisements

Relax friday

Voltaram as minhas sugestões de sexta-feira.

Como não podia deixar de ser, este fim-de-semana vou visitar a melhor feira de Lisboa, que estreia já amanhã.

Na Feira Internacional de Artesanato, encontram-se belíssimos artistas de vários pontos do mundo (são 40 países).

Eu não consigo explicar a minha excitação em passear-me no meio de todas aquelas culturas! É como dar rebuçados a uma criança.

Para quem ainda não conhece, sugiro que visitem a  FIA. Mais informações aqui.

fia

foram duas as vezes que fui à fia esta semana que passou (o que já é normal nos últimos anos). como não tinha trazido todo o material de que necessitava, voltei e aproveitei para explorar melhor o pavilhão internacional. sou só eu que de tantas coisas ver até me ficam a doer os olhos?!

estas são as compras mais significativas que fiz. comprei também alguns fat quarters e um charm pack. a revista é uma coincidência engraçada que encontrei nas bancas no dia seguinte a ter comprado as outras peças. adoro estas mensagens do universo!



os tecidos estão cortados, aguardando breve destino.

não sou uma pessoa consumista, não gosto até daquela sensação de ter coisas a mais, coisas que não preciso mas, confesso… se eu fosse rica, perdia-me nesta feira! ainda bem que só existe uma vez por ano!


dia da criança

foi através do site da soulemama que tive conhecimento das bonecas bambolleta.
são feitas com materiais de alta qualidade, tal como um algodão espesso holandês, muito macio, usado como pele das bonecas ou lãs do canadá, produzidas de forma eco-friendly.

não sou especial adepta dos “dias de…” mas, sendo as crianças uma das minhas paixões, não pude deixar de me lembrar da minha própria infância. do meu amor por um “careca” que levava para todo o lado, fazendo-me companhia e participando de todas as minhas brincadeiras.

agora que só me apetece e, cada vez mais, ter uma princesa real, percebo que faz toda a diferença ter uma boneca feita de forma artesanal, onde cada pontinho é feito com muito amor, na sua singularidade. estas bambolletas são das bonecas mais bonitas que vi até hoje. resta-me, por enquanto, ficar a sonhar com uma delas para mim…